30 de agosto de 2010

Karatê Kid

Confesso que entrei na sala com muito receio, reticente... mas resolvi encarar a jornada de assistir ao carismático Jaden Smith, filho do Will Smith, em ação. Gostei da atuação do pirralho em "A procura da felicidade", então fui confiante.

A nova versão introduz algumas mudanças, mas segue a história original de 1984 à risca. Agora ao invés do karatê, temos o Kung Fu. O cenário é a China e não Los Angeles. E no papel do protagonista temos um adolescente prepotente de 12 anos, bem diferente do jovem tímido em seus 18 anos da primeira versão. A estrutura da primeira versão continua: um garoto agredido constantemente por colegas de escola e é protegido por um decadente e depressivo velho - vivido pelo lendário das artes marciais Jackie Chan - que o ensina a lutar e a competir no torneio de King Fu.
Em vários momentos me emocionei, pois toda criança passa por momentos parecidos de autoafirmação e descobertas, quando sai do berço e do conforto dos pais para enfrentar o mundo como ele é. Jaden consegue ser simpático, mas soa confiante demais para o papel em algumas situações. Tem a mesma pegada cômica - caras e bocas principalmente - de seu famoso pai.

O final, me pareceu grosseiro e rústico demais, deixando algumas 'histórias' em aberto e se preocupando demais em ser politicamente correto. De qualquer forma, vale a pena assistir, mesmo que seja para comparar com a versão original. E definitivamente, o moleque tem futuro no ramo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço o seu comentário, é sempre bom exercitarmos a nossa melhor e mais eficiente qualidade: comunicação!
Forte abraço,
Flávio