6 de março de 2010

Simplesmente complicado


Simplesmente complicado (It's complicated, EUA 2009) é uma deliciosa comédia romântica que nos diverte com tiradas inteligentes, bem escritas, bem alinhadas com o roteiro e totalmente 'reais'. O trio de estrelas: Meryl Streep, Steve Martin, Alec Baldwin, dão conta do recado e cada um a seu modo, complementa as cenas hilárias e engraçadas.

Meryl Streep é Jane, uma mãe de três filhos que tem uma relação amigável com o seu ex-marido, Jake (Alec), após dez anos da separação. A convivência entre eles acaba se transformando em um romance, sendo que Jake, no momento, está comprometido com outra mulher bem mais jovem. Agora, Jane vive um dilema, já que se tornou a amante de seu antigo marido.

Claro que a história se passa entre casais e pessoas ricas - como se a diretora, Nancy Meyers, quisesse mostrar que 'rico também sofre' - em casas magníficas com vistas deslumbrantes e estilos de vida ainda mais invejáveis. Algumas cenas têm um quê de novelas da Globo no estilo 'Manoel Carlos', mas o talento dos protagonistas nos arrebatam. Apesar de ter um traço de filme para divertir a 'mulher dos 40 anos', não perde a sua dignidade, mesmo quando retrata a 'amante' latina, que tem um filho chamado Pedro, como sendo a antipática da situação. Negros são escassos na película - talvez ai mora um ponto desfavorável.
O filme nos faz pensar e rir ao mesmo tempo, mas confesso que o excesso de 'visão feminina' do mundo, usado em exagero, torna-se desgastante alguns poucos instantes.

Vale assistir para ter sua própria opinião. Uma coisa é certa, rir você irá com certeza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço o seu comentário, é sempre bom exercitarmos a nossa melhor e mais eficiente qualidade: comunicação!
Forte abraço,
Flávio