6 de fevereiro de 2010



Uma comédia deliciosamente divertida, recheada de humor inteligente, roteiro com discretíssimas falhas, música saborosa, atores com uma química sem igual - Anna Kendrick, Danny McBride, Vera Farmiga, Melanie Lynskey, George Clooney. Até este filme eu não via muito talento para o famoso quarentão de Hollywood, mas devo admitir que Clooney se mostra competente ao atuar ao lado de uma atriz carismática e naturalmente sexy. Talvez isso tenha acontecido porque os questionamentos filosóficos e amorosos do personagem sejam os mesmos que Clooney tenha vivido e/ou vive atualmente. Este é o universo de AMOR SEM ESCALAS (up in the air, EUA 2010), longa dirigido por Jason Reitman.
Clooney é então um consultor que tem como função profissional demitir pessoas. Para isso, percorre todo os EUA cumprindo o seu papel com profissionalismo e seriedade. Tudo vai bem até sentir-se ameaçado por uma jovem de 23 anos com ideias arrojadas e dinâmicas para fazer o mesmo trabalho que ele faz, apenas com uma significativa diferença: economia de 85% nos custos para a empresa. O homem sem chão fixo, que passa mais tempo voando do que solo então tem um novo desafio - polir o seu lado humano que outrora tinha sido esquecido.

Um filme contemporâneo, romântico, árduo, doce, divertido, realístico, forte, pueril... foge do previsível - assim como é nossa vida real. Um filme para rir e chorar simultaneamente e para nos deixar nas alturas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço o seu comentário, é sempre bom exercitarmos a nossa melhor e mais eficiente qualidade: comunicação!
Forte abraço,
Flávio