6 de agosto de 2009

Um beijo roubado



Um dono de um café restaurante, agitado, dinâmico e bonito, conhece as pessoas pelo tipo de comida que elas pedem e não pelo seus nomes. Uma mulher sensível, bonita, intensa, mas que sofre por ter sido trocada por outra mulher. Ela vai até o café na intenção de encontrar o seu ex-namorado. Ela e o dono do café têm algo em comum. O que seria?!


Assim é UM BEIJO ROUBADO (My Blueberry Nights, Hong Kong / China / França, 2007) do diretor Wong Kar-Wai. Atores de peso, tais como Rachel Weisz, Jude Law, Natalie Portman e Norah Jones (famosa cantora americana, ganhadora de inúmeros prêmios musicais). Feito de cores, nuances, movimentos e brilhos humanos. Pequenos gestos e grandes atitudes dão o toque masjestoso e poético nas cenas slow motion que representam grande parte da película. O enredo em si não traz grandes novidades nem inovações, mas é justamente isso que faz deste filme uma obra admirável. Sem presunção o filme é capaz de nos atingir em cheio, com sua simplicidade mesclada à magnífica intrepretação dos atores. Um filme singelo, doce, profundo e equilibrado. Fala de pessoas e suas buscas, seus traumas, dores e amores, sem tanta confusão, nem violência, nem situações exageradamente incomuns. Tudo é feito de forma real e humana, bem próxima do dia-a-dia de uma pessoa comum - ainda que, como já disse o poeta: "de perto ninguém é normal". Afinal de contas, a normalidade é uma conceito ultra relativo. Tudo depende do ângulo analisado e de quem analisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço o seu comentário, é sempre bom exercitarmos a nossa melhor e mais eficiente qualidade: comunicação!
Forte abraço,
Flávio