22 de junho de 2009

Rei




Um leão jamais tem tempo para lamentar
Ele acorda, olha os filhotes e seu bando
Acredita em sua sina
Proteção, Guia, Luz
Dorme como o Senhor
Sua aura laranja emite força
Anda majestosamente pela relva
Jogando sua cauda demarcadora
Sua fulva juba impõe respeito
Transfigura poder
É o rei, sim ele é
Ajoelhem-se.

Um comentário:

Agradeço o seu comentário, é sempre bom exercitarmos a nossa melhor e mais eficiente qualidade: comunicação!
Forte abraço,
Flávio