26 de setembro de 2008

Última bolacha no pacote e o Universo
















É tão engraçado imaginar que ninguém nunca soube o que existe (?) do outro lado. A vida parece ser um prêmio e a morte sempre uma maldição. Fazemos festa para uma criança que nasce e ficamos tristes quando alguém morre. O que é a morte e o que ela realmente representa para nós?

O planeta Terra é um minúsculo grão de areia no universo de galáxias existentes - é tão insignificante!
E pensar que existem pessoas que agem como se fossem a tão famosa "última bolacha do pacote"!
Sabemos que TODOS irão morrer, independente de cor, credo, orientação sexual... mas vivemos como se esta amarga realidade não fizesse parte de nossas vidas. Por que isso? Mas viver pensando na morte também não seria uma forma saudável de viver!

Este questionamento está insistente em minha mente nos últimos dias. Tenho um grande amigo, libriano, que está fazendo aniversário esta semana. Ele é uns anos mais novo do que eu, mas todo aniversário exercitamos as filosofias do envelhecer. Algumas vezes rimos, outras lamentamos... o tempo urge, queira você ou não, esteja aproveitando ou não.

Nossas prioridades mudam com o tempo, apesar de algumas pessoas insistirem em ficar paradas no tempo querendo ser jovens eternamente. Ser jovem tem a ver com nosso lado interior e pouco como o nosso lado físico-corporal. Podemos (e devemos!) nos cuidar, mas tem gente que falha na hora de olhar-se no espelho ou mesmo não deve ter um amigo verdadeiro, daqueles que nos dizem a verdade quando, por exemplo, perguntamos: Esta roupa está legal?! Meu cabelo ficou bom?!

Algo nos mantém vivos, ainda que várias pessoas exercitem suas pulsões de morte fumando desvairadamente, bebendo exageradamente, drogando intensamente etc. Uma força maior e de dimensão imensurável nos motiva a crescer, trabalhar, procriar, buscar poder, força, prazer, alegrias... O que é isso e de onde vem?

Uns nomeam esta "energia" de Deus, outros de Universo, alguns de Espíritos, outros nem pensam nisso!
Não estou aqui tentando questionar as crenças de ninguém, até porque ninguém nunca provou a veracidade de nenhuma delas. Até hoje não provamos nem a origem do homo sapiens, imagina então do universo! Alimentamos mais suposições e teses do que certeza e verdades inquestionáveis!

Acho EXPLÊNDIDO o corpo humano, as plantas, os animais, o Sol, a Lua, a Terra, as células, o mar, o átomo, o ar... isso tudo me deixa extasiado... mas não representa nenhuma prova da existência de vida após morte - ou qualquer situação semelhante à vida que mantemos por aqui.

Pessoas descrevem experiências das mais variadas espécies, viagens astrais e inúmeras sensações, mas ninguém realmente consegue provar ou ver o que nos espera do outro lado.

Um assassino da pior espécie precisa ser punido aqui, pois se tivéssemos CERTEZA do que nos espera do outro lado, não precisaríamos fazer nada, era só esperar a sua 'morte' para que ele pagasse pelos seus "erros e pecados".

Parece sensato afirmar que alguém nos criou - sim parece! Alguma força ou energia nos criou e nos colocou aqui neste planeta com o intuito de procriar. Não consigo entender isso!!!!!!! Não sou ateu, não sou judeu, não sou fariseu... apenas exerço a minha capacidade de pensar, levantar dúvidas para poucas respostas!

Posso estar parecendo pessimista levantando estas questões, mas nada mais são do que pensamentos... gotas fora da caneca... questionamentos... expurgos existenciais e metafísicos!

Se você mais julga do que compreende, certamente tem um desafio a transpor.
Se você não acredita no senso comum apenas porque a maioria crê, não está sozinho.
Se você procura resposta e só consegue mais perguntas, fico feliz.
Se você é um desbravador mental de seus medos, dúvidas e incertezas, não é único.
Melhor seguir os passos de quem já trilhou estas cavernas sombrias... dá-lhe Nietzsche!
"Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar."

"Odeio as almas estreitas, sem bálsamo e sem veneno, feitas sem nada de bondade e sem nada de maldade."

"Qualquer grande homem possui força retroativa: força a reconsideração da totalidade da história; milhares de segredos do passado saem de seus esconderijos para se iluminarem à sua luz. Ninguém pode prever o que acontecerá a história. Essencialmente, o passado talvez ainda continue por ser explorado! Necessitamos ainda tantas forças retroativas!"
Friedrich Nietzsche

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço o seu comentário, é sempre bom exercitarmos a nossa melhor e mais eficiente qualidade: comunicação!
Forte abraço,
Flávio